Curso de brigada, o que é?

Curso de Brigada de incêndio

Curso de brigada, o que é? Essa é a pergunta de muitos brasileiros, alguns nunca ouviram falar sobre isso.

Curso de brigada, é um curso que propicia aos participante conhecimento sobre as formas de combate a incêndio.

Proporciona também o contato direto com o uso dos equipamentos de combate à incêndio, como também a aplicação dos primeiros socorros.

A obrigatoriedade do Curso de Brigada está prevista no decreto estadual 56.819/11, em sua IT 17 do Corpo de Bombeiros da PM de São Paulo.

O Curso de Brigada é uma forma de se preparar para uma situação de emergência, coisa que a maioria das pessoas não estão preparadas.

Trata-se de um curso bastante interessante e, pode ser aplicado em uma situação de emergência, mesmo fora do trabalho.

Resumindo, ser um brigadista pode salvar a sua vida, a vida de um ente querido, ou até de uma pessoa desconhecida.

A Melhor forma de procurar um profissional para ministrar um treinamento como esse é procurando uma consultoria em segurança do trabalho de sua preferência.

Quanto tempo dura um curso de brigada de incêndio?

O curso de brigada de incêndio tem duração mínima de 8 horas, sendo 4 horas teóricas e 4 horas práticas.

O conteúdo em um contexto geral é um mix entre o combate à incêndio e a aplicação de técnicas de primeiros socorros.

No conteúdo teórico, costumeiramente são utilizados slides, fotos, textos e vídeos aos participantes do treinamento.

O objetivo principal é apresentar os tipos de extintores, hidrantes, e outros dispositivos que irão ser utilizados durante a situação.

Já no caso dos primeiros socorros, além do material audiovisual, contamos com a utilização de boneco RCP básico; com ele podemos aplicar na prática algumas manobras como a RCP – Ressuscitação Cardiopulmonar.

Vale lembrar que a carga horária prevista na norma é mínima, podendo as empresas fazer em uma carga horaria maior, caso prefiram.

Curso NR 23 e curso de brigada, tem relação?

Sim, curso NR 23 e curso de brigada de incêndio são sinônimos, pois há menção de diretrizes no tocante ao combate à incêndio nesta norma.

A NR 23 não possui um texto muito extenso, porém, ela determina de forma sucinta as obrigações dos empregadores no tocante ao assunto.

Algumas obrigações previstas na NR 23 são diretrizes como:

  • A obrigação de manter os trabalhadores informados sobre as formas de utilização dos equipamentos, procedimentos para evacuação segura e uso dos dispositivos de alarme disponíveis (quando houver);
  • A obrigação de manter as saídas de emergência sinalizadas e desobstruídas e;
  • Possuir saídas em numero suficiente para uma rápida evacuação.

É dai que podemos entender o porquê de as pessoas nomearem o curso de brigada de incêndio como curso NR 23.

Veja a NR 23 atualizada na íntegra:

Como é o curso de brigada?

O curso de brigada é composto por conteúdo misto, sendo teórico e prático, e a carga horária total é de 8 horas de curso.

A qualidade do curso de brigada varia de acordo com a experiência e o currículo do instrutor que irá ministrar.

Realizar o curso especificamente no local de trabalho do trabalhador é a melhor forma de prepará-lo para se sentir confiante em uma situação de emergência.

Até porque, após a conclusão do curso, o trabalhador estará familiarizado com os dispositivos e equipamentos que a empresa possui.

Algumas instituições possuem pista específica para treinamento, onde os alunos podem vivenciar uma simulação real de incêndio.

Ter contato real com o fogo e fumaça é uma experiência ímpar, pois agir sob pressão e medo é difícil, ainda que você esteja preparado.

As empresas (que não são pistas de treinamento especifico) não devem atear fogo em seus interiores durante o treinamento; pois em alguns casos, pode ser considerado crime ambiental, além do risco da situação fugir do controle.

A Fato ocupacional possui um time de especialistas para proporcionar o melhor treinamento para a sua empresa.

Qual o valor do salário de um brigadista?

Geralmente, as empresas não costumam contratar colaboradores como brigadistas especificamente. Uma função comum que atua neste quesito é o Bombeiro Civil ou o Vigilante brigadista.

O Bombeiro Civil possui uma média salarial na faixa de R$ 1.850,00 e o Vigilante brigadista R$ 1.681,00.

Vale lembrar que para se tornar um Bombeiro Civil, a pessoa terá de realizar um curso com carga horária mais extensa que a do brigadista.

Como forma de estimular os trabalhadores a se tornarem brigadistas, as empresas concedem alguns benefícios aos que se interessam e participam.

Os benefícios variam de folgas de tempos em tempos, a aumento de salário por agregar esta tarefa a sua rotina de trabalho.

Curso de combate à incêndio, vale a pena?

Em todos os casos sim, começo argumentando pelo simples fato de ser um conteúdo que você vai levar pro resto de sua vida.

Na minha opinião, todo conhecimento é válido e pode ser utilizado em algum momento, ninguém pode tirar o conhecimento de você!

Além disso, o curso de brigada deve ser fornecido pelo empregador de forma gratuita aos trabalhadores, bem como, durante o horário de trabalho.

Participar ou demonstrar o interesse de forma voluntária a participar de um curso como esse, pode ser visto com bons olhos pela empresa.

Todas as empresas gostam de trabalhadores que estão sempre dispostos a contribuir para que elas possam cumprir as suas obrigações legais.

Treinamento de incêndio, é correto dizer desta forma?

Escrever dessa forma pode soar estranho, pois dá a impressão de que você esta treinando pessoas para atear fogo, e não para combater o fogo.

Possuir um vocabulário adequado é muito importante, pois se você não se comunica bem, corre o risco de ser mal interpretado.

Se você quer estar sempre numa posição de destaque; não só no seu trabalho, mas nas relações gerais que você tem com as pessoas, pratique a sua escrita, corrija os erros, isso irá melhorar a impressão que as pessoas têm sobre você.

Curso de bombeiro civil, vale a pena?

“Valer a pena”, varia muito de acordo com o que as pessoas almejam, ou procuram profissionalmente.

Uns procuram um trabalho mais rentável, outros preferem trabalhar jornadas reduzidas, já outras pessoas entendem que, a satisfação profissional conta mais do que qualquer outra coisa.

Porém, para que as pessoas possam definir se vale a pena ou não se tornar um Bombeiro(a) Civil, irei esclarecer alguns pontos.

A profissão de bombeiro civil prevê uma faixa salarial média equivalente a quase dois salários mínimos, o que não é um salário tão baixo; principalmente tendo em vista que, para se tornar um bombeiro civil você não precisa de tantos pré-requisitos.

As exigências principais são:

  • Ter bom condicionamento físico;
  • Ser maior de 18 anos;
  • Ter no mínimo o quinto ano do ensino fundamental concluído;

Tendo essas características, você poderá se inscrever em uma escola credenciada de sua preferência e iniciar os seus estudos.

Informações gerais sobre a profissão.

A carga horária do curso de bombeiro civil é de no mínimo 210 horas, o que pode fazer com que a duração de conclusão seja de 3 a 6 meses.

É claro que isso dependerá da quantidade de vezes por semana e horas por dia que a instituição de sua preferência tem na sua grade.

O bombeiro civil é uma das profissões mais honradas e nobres da sociedade, pois a sua essência é prestar serviços à população.

E não é uma prestação de serviços qualquer; é a de salvar a vida de pessoas, ou ate mesmo de garantir a segurança delas!

E para que essa função seja desempenhada da melhor forma possível, ela requer que o profissional seja altamente comprometido, seja muito bem treinado e tenha muito estudo.

Esse profissional é contratado tanto por empresas privadas como públicas, na maioria dos casos em locais onde há grande movimentação de pessoas, incluindo eventos ou shows.

Mas antes disso, tem uma coisa ainda mais importante que deve ser levada em conta:

“É essa profissão mesmo que você escolheu seguir? Você gosta mesmo e pretende atuar como Bombeiro Civil?”

Ter a resposta para essa pergunta pode evitar grandes frustrações e arrependimentos, pois o tempo passa muito rápido e, fazer escolhas que possamos nos arrepender depois pode nos prejudicar em uma possível transição de profissão.

NBR 14276, do que se trata?

É uma norma redigida pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, que prevê diretrizes relacionadas a Brigada de Incêndio.

As NBR´s geralmente tem caráter informativo e auxilia as empresas na aplicação de ações eficazes, porém, na maioria dos casos o cumprimento delas não são obrigatórias.

A não ser que exista alguma lei ou portaria que determine a obrigatoriedade do cumprimento à alguma NBR específica.

Ainda que a NBR 14276 não seja obrigatória, conhecê-la é de suma importância para formar uma brigada eficaz, pois atua como um conteúdo complementar à IT 17 do corpo de bombeiros.

Se você ainda não conhece a NBR 14276, recomendamos que pesquise na internet, pois você consegue encontrá-la de forma gratuita.

A IT 17 do corpo de bombeiros também está disponível para consulta de forma gratuita, basta realizar uma simples pesquisa na internet e você a encontrará.

Se a sua empresa precisa de um curso de brigada, conte com a FATO, entre em contato conosco!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “Curso de brigada, o que é?”